Português

Seqüência dos vertebrados envolvidos na conquista da terra, da esquerda para a direita: Eusthenopteron , Panderichthys , Tiktaalik (a espécie que acaba de ser descoberta), Acanthostega e Ichthyostega . Os dois últimos já são considerados tetrápodes, que podiam passar boa parte do tempo fora d’água. As demais, incluindo o Tiktaalik , são considerados peixes e estão na linha evolutiva que deu origem aos primeiros tetrápodes (arte: Maurílio Oliveira / clique na imagem para ampliá-la). No mês passado, o mundo da paleontologia foi sacudido por uma importante descoberta: um fóssil que foi considerado um “elo perdido”, mostrando a transição entre os peixes e os tetrápodes – animais de quatro patas com os ossos do antebraço, pé e mão bem diferenciados. A idéia de “elo perdido” é um tanto complexa e nem sempre bem vista pelos pesquisadores, já que, de certa forma, existem muitos fósseis com características intermediárias entre duas espécies já conhecidas. Mas no caso do Tiktaalik roseae a designação veio bem a calhar: esse peixe preenche uma lacuna de uma das partes mais interessantes da evolução da vida no nosso planeta: a passagem da água para o solo firme, que possibilitou aos vertebrados conquistar os continentes. Nunca é demais lembrar que foi a partir dessa conquista que se pôde desenvolver toda a diversidade de animais que hoje caminha sobre a Terra, incluindo a própria espécie humana. Esse tema tem recebido muita atenção nos últimos anos, com novas interpretações de fósseis que já tinham sido encontrados, como foi o caso do tetrápode Ichthyostega , abordado na coluna de março passado . A importância do Tiktaalik roseae pode também ser medida no número de páginas que a descoberta ocupou em uma das duas revistas científicas do mundo de maior destaque – a Nature . Foram dois artigos, com direito a uma extensa apresentação, que ocuparam cerca de 15 páginas. Não é todo dia que uma descoberta recebe tanta atenção – particularmente no campo da paleontologia.

Inglês

Sequence of vertebrates involved in conquering the land from left to right: Eusthenopteron, Panderichthys, Tiktaalik (the newly discovered species), Acanthostega and Ichthyostega. The last two are already considered tetrapods, which could spend most of their time out of the water. The others, including Tiktaalik, are considered fish and are in the evolutionary line that gave rise to the first tetrapods (art: Maurílio Oliveira / click on the image to enlarge it). Last month, the world of paleontology was shaken by an important discovery: a fossil that was considered a “missing link,” showing the transition between fish and tetrapods - four-legged animals with well-forearm, foot and hand bones differentiated. The idea of ​​a “missing link” is somewhat complex and not always well liked by researchers, since in some ways there are many fossils with intermediate characteristics between two known species. But in the case of Tiktaalik roseae the designation came in handy: this fish fills a gap in one of the most interesting parts of life's evolution on our planet: the passage from water to firm ground, which made it possible for vertebrates to conquer the continents.It is never too much to remember that it was from this conquest that it was possible to develop all the diversity of animals that walk the earth today, including the human species itself. This theme has received much attention in recent years, with new interpretations of fossils that had already been found, as was the case with the Ichthyostega tetrapod, which was discussed in the March column. The importance of Tiktaalik roseae can also be measured in the number of pages the discovery has occupied in one of the world's two most prominent scientific journals - Nature. There were two articles, entitled to an extensive presentation, that occupied about 15 pages. It's not every day that a discovery gets so much attention - particularly in the field of paleontology.

Termos de Utilização

Todas as traduções feitas são armazenadas no banco de dados. Os dados salvos são publicados no site de forma aberta e anônima. Por este motivo, lembramos que suas informações e dados pessoais não devem ser incluídos nas traduções que você fará. O conteúdo criado a partir de traduções de usuários pode incluir gírias, blasfêmias, sexualidade e elementos semelhantes. Recomendamos não usar nosso site em situações desconfortáveis, pois as traduções criadas podem não ser adequadas para pessoas de todas as idades e locais de interesse. Se, no contexto da tradução dos nossos usuários, houver insultos à personalidade e / ou aos direitos autorais, etc. você pode nos contatar por e-mail, →"Contato"


Política de Privacidade

Terceiros, incluindo o Google, usam cookies para veicular anúncios com base em visitas anteriores do usuário ao seu website ou a outros websites. Com o uso de cookies de publicidade, o Google e os parceiros dele podem veicular anúncios para os usuários com base nas visitas feitas aos seus sites e/ou a outros sites na Internet. Os usuários podem desativar a publicidade personalizada acessando as Configurações de anúncios. Como alternativa, você pode orientar os usuários a acessar o site www.aboutads.info para desativar o uso de cookies de publicidade personalizada de terceiros.